Pequenas e Médias Empresas Multinacionais

Updated: May 25, 2020


Nick Szabo - 1993

Atualmente, a grande maioria das empresas do planeta é pequena, mas a grande maioria dos negócios multinacionais é conduzida por grandes corporações. No futuro, a distribuição de tamanho das multinacionais se aproximará das empresas locais.


A mudança de fase entre esses estados pode ser bastante rápida, uma vez que os custos de telecomunicações e transporte passam por um "ponto de fusão", criando uma grande variedade de novas pequenas empresas multinacionais e indústrias para apoiar esses negócios.


Barreiras para pequenos negócios multinacionais incluem

  • legal: labirinto proibitivamente complexo de jurisdições

  • idioma/cultura

  • custos de telecomunicações

  • custos de transportes


Tanto os custos de transporte quanto de telecomunicação se tornaram muito baixos, de forma nunca antes vistos e com os custos de telecomunicação de fibra ótica, as ordens de magnitude cairão ainda mais.


Pequenas empresas podem cortar o Nó górdio das jurisdições com as tecnologias de independência jurisdicional, incluindo forte criptografia para comunicações e bancos de dados, caixa digital, firewalls, prevenção de tráfego com servidores proxy e mixes digitais e outras medidas de segurança do sistema.


Para que o uso desses recursos se torne rotineiro, eles devem ser disponibilizados de maneira contínua nos equipamentos e softwares de telecomunicações usados ​​pelas pequenas empresas.


Em suas transações comerciais, as empresas lidam cada vez mais com arbitradores de disputas específicas do setor, em vez de jurisdições jurídicas tradicionais, e as informações de auditoria das transações serão compartilhadas apenas entre as partes necessárias para resolver a disputa.


As empresas aprenderão a compartilhar as informações necessárias para atrair investimentos e vendas, apenas para aqueles investidores e clientes, sem comprometer seu status legal em qualquer mercado importante no labirinto de jurisdições obscuras nas quais operam.


As empresas que primeiro trouxerem essas capacidades para pequenas empresas internacionais, com preços acessíveis conseguiram colher grandes fortunas. O novo paradigma dos contratos inteligentes pode fornecer a base para a construção dessas ferramentas.


Uma vez que a independência jurisdicional é conquistada, as pequenas empresas têm oportunidades quase infinitas de arbitrar entre os pontos fortes e fracos relativos de várias localidades em vários aspectos de seus negócios, da mesma forma que as multinacionais atualmente aproveitam os encargos regulatórios relaxados e os baixos custos trabalhistas nos países do Terceiro Mundo.


A intervenção do governo provavelmente custa à economia global mais de 3 trilhões de dólares anualmente; assim, vastos mercados aguardam para serem rompidos ao curto-circuito na intervenção dos governos nos mercados macro e micro.


Idioma e cultura podem permanecer as maiores barreiras. Temos dois métodos de ataque:

  • A ascensão das nações virtuais. Pequenas empresas multinacionais podem falar inglês, japonês, mandarim, etc. Seus funcionários podem viver principalmente em um único ambiente cultural, dispersos por um grande número de pequenas comunidades étnicas em todo o mundo, mantendo ligações de comunicação multimídia específicas entre as comunidades. As redes mundiais de negócios Anglo, Japonês e Mandarim serão ocupadas por outras culturas e fisicamente dispersas na maioria dos casos.

  • Software de tradução de idiomas. Versões especializadas poderão em breve ser confiáveis, convenientes e baratas o suficiente para muitos tipos de usos de pequenas empresas, como a tradução de manuais técnicos.

  • Inglês está se tornando cada vez mais, de fato, uma linguagem para negócios e tecnologia.

Uma questão interessante é que pequenas mudanças podem trazer a mudança de fase mais rapidamente. Algo tão simples quanto um sistema de teleconferência de voz amigável ao usuário pode ser o suficiente para derrubar os pingüins na água. Ou pode ser o acesso generalizado à Internet com conexões TCP / IP criptografadas e combinadas por rota e lousas virtuais.


Outra questão interessante em qualquer nova tendência importante é quais serão os pontos de estrangulamento. Com o PC clonável, as CPUs da Intel e o DOS da Microsoft acabaram sendo os únicos elementos proprietários, com montagem, unidades de disco, terminais e similares altamente competitivos.


A riqueza fluirá para os negócios que fornecem as ferramentas de gargalo para a próxima explosão em pequenos negócios multinacionais. O outro lado da pequena empresa multinacional é a criação de processos de mercado internos à grande corporação multinacional.


Direito Autoral © 1997, 1999 by Nick Szabo

1 view0 comments

Não perca as tendências 

que perturbam a sociedade 

RROMANO

Site
Olá,👋  
vamos conversar? 
Redes Sociais
  • Instagram
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon