Cynthia Breazeal, a pioneira na interação social entre robôs e humanos

Updated: May 16, 2020

Robôs tocam algo profundamente humano dentro de nós.

Para mim, os robôs são sobre pessoas. - Cynthia Breazel









Kismet (2000)

Em sua tese de doutorado, nos anos 2000, quando os robôs pessoais eram sonhos de ficção, Cynthia Breazeal desenvolveu o robô Kismet. O primeiro robô humanóide de Breazeal foi desenvolvido para explorar como as máquinas poderiam realizar uma troca social expressiva com humanos, respondendo à sua linguagem corporal, voz e humor. 


Mas é óbvio, para ensinar à um robô como responder à variação de humor de um humano, é necessário entender o ser humanos antes de tudo. Talvez seja isso porque essa pesquisadora me inspira tanto. O trabalho de Breazeal é sempre, e antes tudo, uma profunda compreensão dos problemas, desejos, necessidade e funcionamento dos seres humanos. 


O robô Kismet foi desenvolvido para imitar as expressões humanas primitivas, como medo, raiva, alegria e nojo.  O foco na concepção de Kismet foi modelar um robô que respondesse como uma criança. Por isso, ele tem olhos grandes, é todo desengonçado e foto, com grandes  lábios vermelhos.  Kismet arriscava canções de bebê, mantinha contato visual e respondia de forma primitiva à emoções. 

Kismet & Cynthia Breazeal



Leonardo (2002)

O próximo robô de Cynthia Breazeal foi Leonardo, uma tecnologia muito mais cara, desenvolvida através de uma colaboração com Stan Winston Studio. Inspirado no gremlins Gizmo, Leonardo foi levado à um novo nível.


A pesquisadora usou o robô para investigar habilidades de cognição social e aplicar a Teoria da Mente em robôs. 

Leonardo foi equipado com a capacidade de aprender e utilizar suas referências sociais para imitar a interação com humanos, respondendo-as de forma muito mais efetiva que Kismet.  

Cynthia Breazeal & Leonardo



Nexi (2008)

O robô Nexi, desenvolvido no MIT Media LAB levou a questão da expressão fácil à outro nível. A primeira vez em que vi uma foto sua, eu imitei a expressão de Nexi, dado o apelo emocional que o robô consegue transmitir.Nexi é um robô MDS (móvel, habilidoso, social), ou seja, ele tem a capacidade de se comunicar com humanos, através de termos humanos. 


Nexi movimenta suas sobrancelhas, expressa raiva, tristeza, surpresa  e encanta/assusta as pessoas.  Além de face, o robô possui mãos, ouvidos e nos olhos, uma câmera infravermelha 3D e telêmetro responsável por captar e responder, em tempo real aos estímulos apresentados a ele. 


as expressões do robô Nexi






1 view0 comments

Não perca as tendências 

que perturbam a sociedade 

RROMANO

Site
Olá,👋  
vamos conversar? 
Redes Sociais
  • Instagram
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon